ORGANIZAÇÃO REGIONAL DE SANTARÉM

A Comissão de Utentes da Saúde do Concelho de Benavente tornou pública a sua preocupação com o cancelamento que tem vindo a ser efetuado por parte da UCSP de Benavente, por contacto telefónico, de consultas de seguimento de doentes crónicos, com exames e análises já realizados, sem que haja qualquer explicação sobre os critérios seguidos para tais cancelamentos.

O surto epidémico que hoje vivemos vem expor os problemas nos mais diversos sectores de atividade económica do país, e também do concelho de Coruche, aliados a consequências da saúde dos trabalhadores, além do medo e do pânico fomentados quer por meios de comunicação social quer por órgãos do poder central e local.

Chegou ao nosso conhecimento que os testes relativos à COVID 19 a utentes do Hospital Distrital de Santarém não são efetuados pelo próprio Hospital mas por dois laboratórios privados concessionados.

A Comissão Concelhia de Torres Novas do PCP denuncia e manifesta a sua preocupação pelos atropelos aos direitos dos trabalhadores a pretexto do surto epidémico designadamente o despedimento de trabalhadores precários como acontece na Rodoviária do Tejo, na GREENYARD e na Reclame 2000 e de Situações de Lay-off como na CMG com cerca 120 trabalhadoras, na HIGHSUN e na Rodoviária do Tejo com 700 trabalhadores dos quais 450 trabalham rotativamente a fim de assegurar os poucos percursos activos.

A direção do Agrupamento de Escolas Ginestal Machado, de Santarém, enviou uma carta aos encarregados de educação dando conta dos esforços que tem vindo a fazer para garantir quetodos os alunos  do Agrupamento possam ter acesso a computadores e à internet em suas casas para poderem prosseguir, na medida dos possível, as atividades escolares.

Foi com preocupação que as populações da região do Médio Tejo tomaram conhecimento da decisão de encerramento noturno do Serviço de Urgência básica dos Hospitais de Tomar e Torres Novas a partir do dia 5 de Abril.

A Direcção da Organização Regional de Santarém (DORSA) do PCP manifesta a sua preocupação e repúdio quanto ao encerramento nocturno do Serviço de Urgência básica dos Hospitais de Tomar e Torres Novas a partir do próximo domingo, dia 5 de Abril e exige que o Governo tome as medidas necessárias e imediatas com vista a reverter esta decisão.

Newsletter